fbpx

Descubra como você pode lucrar mais vendendo roupas

Se você pensa em faturar com vendas, saiba que um dos negócios mais populares entre os brasileiros atualmente é vender roupas. E sabe por quê? É simples: roupa é artigo básico, de compra contínua e para todas as idades. Ganhar dinheiro vendendo roupas é uma ótima alternativa. Agora, como lucrar mais vendendo roupas?

Sabemos que, se o mercado é amplo, a concorrência é grande. Isso pode prejudicar sua margem de lucro. Como sobressair aos concorrentes sem ter que colocar o preço lá embaixo, ou vender produtos de má qualidade para não ficar com o estoque encalhado? 

Neste artigo, vamos mostrar a você como lucrar mais vendendo roupas, um negócio simples e que pode ser realizado por qualquer pessoa, sem nenhum diploma ou experiência prévia. 

Por que vender roupas?

Como dissemos, você pode ganhar dinheiro vendendo roupas. Todo mundo sempre precisa de roupas, em todas as classes sociais. Sempre foi um mercado com alta demanda: a indústria do vestuário, em geral, e da moda é dinâmica e sempre está evoluindo, tanto em tecnologia quanto em estilo. São roupas para o dia a dia ou para ocasiões especiais; roupas íntimas; para o público infantil; bebês; homens; mulheres e entre outros.

Existem consumidores de roupas em todos os lugares e de todos os jeitos possíveis. Por isso, se você quer vender roupas ou já o faz, deve escolher um público-alvo e investir nele: classes A ou B, vendendo menos quantidade por um preço maior? Ou classes C e D, com preços mais acessíveis e, possivelmente, maior volume de vendas?

Pergunte-se e pesquise, também, o que seu público deseja e quais diferenciais você pode ter.

Uma das vantagens de vender roupas é que não se trata de artigos perecíveis, como alimentos. Também não é necessário grande conhecimento técnico do produto, como alguma máquina de alta tecnologia ou inovadora.

Antes, falamos que não é necessário diploma ou experiência prévia para vender roupas. Mas é, sim, como em todo ramo de negócios, altamente recomendável que você invista em conhecimentos na área de venda de roupas, sem falar em um bom planejamento de vendas.

Se você quer saber como lucrar mais vendendo roupas, siga lendo e veja nossas dicas. 

Como lucrar mais vendendo roupas?

Em primeiro lugar, você tem duas alternativas básicas para vender roupas:

  1. Abrir um negócio próprio, ainda que como autônomo;
  2. Ter uma renda extra.

Você pode ter uma loja própria; pode levar as mercadorias até os clientes (porta em porta) ou contratar revendedoras. É possível, também, vender roupas no varejo ou no atacado, ou seja, para pessoas ou para empresas.

Aí entra o planejamento do seu negócio. Já colocou tudo no papel (ou em uma plataforma digital)? O quanto pretende investir; fornecedores; metas de faturamento; margens de lucro; público-alvo específico; seus diferenciais, entre outros. Resumidamente, defina seu foco, seus objetivos e organize-se.

Se ainda não fez isso, não perca tempo! 

Agora, vamos às dicas práticas para você descobrir como lucrar mais vendendo roupas. Você vai ver que são os pontos básicos e, em geral, simples. Dedique-se a avaliar cada um deles se pretende aumentar suas vendas e sua rentabilidade.

Invista em marketing

Como a concorrência é grande, tornou-se cada vez mais necessário se destacar do mar de vendedores. 

Estamos falando não só em panfletos; anúncios no jornal; outdoors – até porque tudo isso pode custar razoavelmente caro. Há ainda o boca a boca, quem comprou, gostou e recomenda para a amiga, a vizinha, os parentes, etc. Mas queremos destacar, agora, uma forma barata e muito abrangente de marketing: o marketing digital.

Não importa se você tem um negócio próprio (e vive dele) ou se vende roupas apenas como renda-extra. Sem marketing, fica difícil ser notado, por melhores que sejam seus produtos e preços. Afinal, “quem não é visto, não é lembrado”.

Além disso, você pode agregar valor aos seus produtos e, com isso, aumentar seus lucros, com um marketing eficiente, que mostre toda a sua qualidade; credibilidade; bom atendimento e versatilidade. 

Procure focar no seu público-alvo e desenvolva campanhas pagas de marketing através do Google; Facebook e Instagram, por exemplo. Se não quiser pagar, faça propaganda diretamente em redes sociais como Facebook e Instagram.

Outra alternativa é fazer permutas: ofereça seus produtos a influenciadores digitais (converse previamente com eles, de preferência) em troca de propaganda positiva. E aí está o detalhe: já imaginou fazer permuta com roupas de má qualidade para uma YouTuber ou blogueira sincera? Ela não vai ter a obrigação de dizer que gostou, se for de má qualidade. 

Isso nos leva ao segundo tópico sobre como lucrar mais vendendo roupas: a qualidade.

Qualidade: o mais essencial de tudo

Sabemos que o que mais tem por aí são lojas vendendo roupas de má qualidade por “preço de banana”. Porém, em geral, para vender essas roupas é necessário comprar uma grande quantidade e a margem de lucro é baixa.

Por outro lado, roupa de qualidade não quer dizer preços altos. Não necessariamente. Há grifes, por exemplo, que vendem produtos de má qualidade por valores exorbitantes, aproveitando-se do fato de sua marca ser símbolo de status e estar consolidada no mercado.

Mas esta é outra história. Estamos falando não de grandes conglomerados, mas de como lucrar mais vendendo roupas por conta própria, com ou sem funcionários.

Em primeiro lugar, para adquirir roupas de qualidade você deve saber onde comprá-las. Isso quer dizer escolher fornecedores que disponibilizem:

  • maior qualidade aliada a um menor preço;
  • melhor atendimento;
  • melhores condições de pagamento;
  • menores custos com frete, se possível.

Alguns clientes preferem adquirir roupas importadas, o que é um nicho promissor do mercado de venda de roupas. Você pode importar da China ou dos Estados Unidos, por exemplo, onde encontra alguns artigos que aqui no Brasil são muito caros ou difíceis de achar. 

Sites como eBay, AliExpress e Alibaba podem ajudar você a encontrar bons fornecedores, com grande volume de vendas e avaliações positivas. Entretanto, vale ressaltar que se você optar por importar roupas terá que arcar com um envio demorado (os envios da China, por exemplo, normalmente demoram em torno de 30 dias).

Ponto de venda

Outra questão importante em termos de como lucrar mais vendendo roupas é o local de venda. 

Onde você vai realizar suas vendas? 

Sem estabelecimento físico

Você compra os produtos e os oferece em lugares como trabalho; faculdade; para amigos e etc. Não é tão eficiente como vender roupas em um estabelecimento comercial, mas você não paga impostos. 

Você também pode contratar revendedoras de confiança – prefira as que não tenham CPF restrito – para revender suas roupas. Faça um contrato estipulando todos os deveres e direitos seus e das revendedoras.

Com estabelecimento físico

O mais indicado é vender roupas em uma loja da qual você seja proprietário. Um ponto com grande fluxo de pessoas é o ideal, próximo a praças e a ruas centrais da cidade, por exemplo. O problema é o aluguel e outras despesas que podem encarecer o negócio formalizado, mas, ainda assim, se você souber administrar bem, vale a pena.

Facilite o pagamento presencial do cliente: contamos com a maquininha de cartões mais completa do mercado, além de um sistema TEF de ponta que aceita as mais variadas bandeiras de cartões.

Você ainda pode colocar suas roupas para vender em outras lojas, de forma consignada – essas lojas recebem uma porcentagem das vendas e devolvem as peças não vendidas.

Dica: coloque na vitrine manequins com as roupas mais em alta ou as mais atrativas.

Venda online

Vender pela internet não exclui venda offline, mas você pode se dedicar totalmente a ela.

Para vender online em uma loja própria, você precisará de um CNPJ, o que não ocorre em alguns marketplaces, em que pessoas físicas podem vender.

Caso opte por vender apenas online, primeiro escolha uma plataforma: um marketplace, espécie de shopping virtual reunindo várias lojas, como Mercado Livre e Enjoei, ou tenha uma loja virtual própria. 

Há lojas pagas mensalmente, pré-prontas e totalmente personalizáveis. Os valores costumam ser bem acessíveis, e você escolhe o pacote de recursos. Essas lojas, assim como os marketplaces, vêm com todos os meios de pagamento configurados, assim como opções de frete.

Invista muito em marketing digital, se vai vender online: propaganda e venda direta em redes sociais, anúncios pagos no Google e no Facebook, blog e postagens com conteúdo de qualidade que atraia seu público, por exemplo.

Observe a concorrência. Faça melhor. Diferencie-se. 

Atendimento ao cliente

Por último, este é um grande diferencial na atualidade: como você lida com o cliente.

Venda online ou não, ter vários canais de atendimento – telefone; e-mail; WhatsApp; chat em caso de loja online – é essencial. Mas não basta. É necessário ter bons tratos com o cliente, com paciência e habilidade para responder suas dúvidas e negociar. 

  • seja atencioso e simpático;
  • esteja disposto a apresentar produtos aos clientes;
  • deixe o cliente à vontade, não seja invasivo, não fique “grudado” nele;
  • faça sugestões ao cliente, mostrando promoções e novas tendências, assim como características que garantam a qualidade da roupa.

Conclusão

Se você deseja saber como lucrar mais vendendo roupas, saiba que precisa investir em qualidade; divulgação; ponto de venda (online e/ou offline) e atendimento ao cliente. Nunca pare de aprender o que está em alta e de procurar novos e melhores fornecedores. 

Não deixe de interagir com o público. Mesmo que você venda apenas fora da Internet, é importante estar presente em sites como Facebook e Instagram, em contato com o público-alvo. Isso agrega valor aos seus produtos e à sua loja/marca. 

No caso de venda física, tenha, também, a maquininha de cartões mais completa do mercado para não perder nenhuma venda. Afinal, nos dias de hoje nem todas as pessoas andam com dinheiro no bolso, aceitar cartão é primordial para um negócio de sucesso. 

Esperamos que você tenha gostado do nosso artigo sobre como lucrar mais vendendo roupas. Vender roupas dá dinheiro, sim, mas, como em qualquer negócio, é necessário planejamento, estratégia, dedicação e monitoramento. 

 Se gostou, compartilhe! Deixe seu comentário ou sua dúvida e estaremos prontos para respondê-lo.

Comments ( 0 )
Central de Atendimento 0800 727 9904