9 dicas de finanças para empresas que estão começando

Começar uma nova empresa no competitivo mundo dos negócios é uma experiência emocionante, mas também é arriscado. 

Você precisa lidar com um fluxo interminável de problemas complexos e tarefas administrativas, que exigem muita atenção. Gerenciar as finanças das pequenas empresas é uma delas.

Ao lançar um novo negócio, você não só é obrigado a economizar capital suficiente para cobrir suas despesas, mas você também é obrigado a encontrar o financiamento inicial adequado antes de obter lucro. 

Leve o tempo que precisar para se preparar para as finanças da sua empresa e garantir que seu salto para o empreendedorismo seja realista e seguro. Quando você tiver certeza de que tem finanças suficientes para sua jornada de negócios, poderá maximizar suas chances de sucesso.

Aqui estão 9 dicas de finanças empresariais que vão ajudar você a gerenciar o dinheiro do seu negócio:

1- Evite crédito caro

A fim de construir um portfólio de sucesso que beneficie você agora e depois, a primeira e principal dica para que você organize suas finanças é estabelecer metas financeiras. 

Se você tem um negócio estabelecido no mercado competitivo ou está transformando uma ideia em uma startup, o uso otimizado de fundos é a chave para o sucesso.

No período de crescimento do negócio, o custo do crédito desempenha um papel crítico. Busque encontrar opções a um preço mínimo e reduza os custos e alcance a lucratividade mais cedo.

Leia também: Maquininha de cartão de crédito: como ela pode aumentar suas vendas

2- Planeje suas despesas

Nos estágios iniciais de um novo negócio, é inteligente manter suas despesas fixas o mais baixo possível. As despesas são tudo o que evitam sua receita bruta de ir direto para o seu cofrinho.

Planejar com antecedência um ano para grandes despesas, como aluguel, folha de pagamento, impostos, juros, materiais de custo de bens e produtos, dívidas, serviços públicos e outras despesas operacionais pode ajudá-lo a reduzir o encargo financeiro. 

Isso também o ajuda a garantir que sua posição de fluxo de caixa permaneça forte mesmo nos meses mais apertados.

3- Mantenha uma fronteira entre finanças pessoais e empresariais

Depois de concluir a escolha do nome da empresa e do registro, você precisa abrir uma conta bancária comercial. Organizar finanças pessoais e empresariais é essencial.

A clara separação entre essas duas finanças fornecerá uma contabilidade mais direta no final do ano para fins de apuração fiscal.

Também ajuda separar os empréstimos e cartões de crédito para o seu negócio estritamente e não usá-lo para suas finanças pessoais e vice-versa.

4- Comece a considerar um convênio

Como um empreendedor, o convênio é uma das coisas que você odeia pagar pela sua entidade de negócios, mas no final, você pode realmente precisar dele. 

Para criar um portfólio lucrativo e gerenciar as finanças de pequenas empresas, é necessário que você gaste algum tempo pesquisando sobre o que é certo para sua empresa e suas necessidades pessoais.

O seguro oferece a segurança financeira necessária para seus dependentes, que podem ser seus filhos ou pais idosos. 

Com o tempo, você também pode aumentar o convênio para cobrir todos os seus dependentes.

Essa precaução evita com que você tenha gastos inesperados com saúde em casos de algum imprevisto.

5- Configure uma conta de aposentadoria

Como proprietário de uma pequena empresa no competitivo mundo dos negócios, você provavelmente está acostumado a cuidar de muitas responsabilidades, como elaborar planos de negócios detalhados e criar um orçamento para o sucesso de sua empresa. 

Portanto, não é de surpreender que o financiamento de sua aposentadoria provavelmente caia sobre seus ombros também.

Comece investindo parte de sua renda para financiar sua aposentadoria e economizar seu tempo.

6- Invista em tecnologia

Sem dúvidas, investir em boas tecnologias e softwares pode fazer a diferença entre ser o primeiro ou o segundo colocado no mundo dos negócios.

Além disso, esse investimento pode simplificar sua vida e reduzir seus esforços na hora de manter os registros financeiros da sua empresa.

Um exemplo é o próprio sistema TEF PayGo, que registra todas as informações importantes durante as vendas que você fizer e ainda simplifica o trabalho de quem precisa operar a maquininha.

É a tecnologia à favor do seu negócio!

7- Acompanhe as movimentações de dinheiro

Não importa o tamanho da sua empresa, é primordial ter um meio de consultar e gerenciar o seu histórico de finanças.

Rastrear suas transações é crucial para manter o controle da sua empresa.

Esse comportamento ajuda você descobrir quais áreas funcionam com maior eficiência e em qual setor você precisa “segurar” as coisas.

Além disso, com esse acompanhamento fica muito mais fácil e confiável a criação de orçamentos realistas para seus projetos.

Recomendação de leitura: Por que o TEF Paygo pode dobrar suas vendas?

8- Negocie com fornecedores antes de confirmar um contrato

É sempre melhor negociar com os fornecedores antes de assinar um contrato e pedir uma boa barganha. 

Os negociadores bem-sucedidos sabem antes de começar a negociar o que querem alcançar durante a negociação. 

Examine os termos de compra como multas por atraso de pagamento e períodos de carência. Às vezes, receber 30 dias extras para pagar pode ser bem melhor do que conseguir mais de 5% de desconto.

9- Construa um fundo de emergência

Depois de entender a importância de negociar os preços dos fornecedores para gerenciar as finanças de suas pequenas empresas, a próxima coisa que você precisa fazer é criar um fundo de emergência para o sucesso de sua entidade de negócios. 

As empresas não garantem um fluxo de vendas consistente no mês.

É por isso que é inteligente planejar fundos fora de época para que suas empresas criem um fluxo estável de renda. 

Para projetar um fundo de emergência, todos os empreendedores bem-sucedidos são obrigados a guardar uma proporção de renda em meses de altas vendas que ajudariam a pagar as despesas nos meses de folga.

Leia também: Gestão de riscos: o que é e sua importância em uma empresa

Uma boa gestão financeira é o segredo

Embora a criação de sua própria empresa possa ser estimulante, ela também pode criar desafios, especialmente quando se trata de administrar finanças de pequenos negócios de forma produtiva. 

Então, se você está enfrentando os mesmos problemas de como gerenciar suas finanças, e quer ficar de fora da multidão, então mantenha as dicas acima em mente e dê à sua empresa um futuro brilhante.

Quanto mais você prestar atenção ao seu fluxo de caixa e às finanças do negócio, mais bem preparado você estará para tomar decisões inteligentes sobre gerenciamento de dinheiro.

Comments ( 35 )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Central de Atendimento 0800 727 9904